quarta-feira, 23 de março de 2011

Poema - Heli Pereira

Segue uma postagem carinhosamente para Heli Pereira, que também escreve e muito bem por sinal, como nesse poema delicioso de jogar, brincar, manejar, arrumar, escolher..... as Palavras.


Palavras,
suaves pétalas,
férreas espadas.
Multidão delas aladas,
          as ideias

Dizer: organizá-las;
cuidadosamente manejá-las,
ciência de jogador.

Palavras,
como me encantam!
De tal forma suplantam
diante delas paraliso
(em êxtase)
num canto

[bela desculpa para minha incapacidade de movê-las]
Heli Pereira



Publicado  no periódico do Diretório Acadêmico de Letras e Artes da UEFS - Ano 01/ nº04 - Maio/junho 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário