segunda-feira, 6 de junho de 2011

Cafundó



Essa obra dirigida por Betti e Bueno traz um recorte da nossa história que nos permiti entender com se deu a construção da discriminação racial e por conseqüência a religiosa e marginalização da população negra do país. Através da História de João de Camargo(Lázaro Ramos) que viveu durante o período de transição do regime escravocrata para o assalariado no Brasil temos vários momentos vividos por esse personagem no qual retrata como a sociedade da época tratou o negro depois da “libertação dos escravos”. Dentro dessa atmosfera de marginalização o negro João de Camargo consegue construir uma comunidade religiosa para atender as populações excluídas por essa sociedade.
Enfim, O filme Cafundó retrata o sincretismo religioso até hoje tão evidenciado, e demonstrar de uma maneira simples e de fácil entendimento a questão das entidades do candomblé, tem uma bela fotografia e uma excelente interpretação do protagonista. É um filme que nós faz entender o porquê da nossa cultura ser como é.

Direção:  Paulo Betti /Clóvis Bueno

Por Léo Silva e Joelson Santhiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário